02/10/2022 às 18h40min - Atualizada em 02/10/2022 às 18h40min

Ministério da justiça tem balanço das eleições 2022: 939 crimes eleitorais, 307 prisões e 3.222 urnas foram substituídas

Yuri Siqueira

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou  há pouco o boletim da Operação de Segurança das Eleições de 2022. O relatório informa que durante as eleições, até agora,  939 crimes eleitorais na votação, sendo que 233 ocorrências de boca de urna, 149 de compra de voto ou corrupção eleitoral e 33 tentativas de violar ou tentar violar o direito do voto. 

Justiça Eleitoral informou que 3.222 urnas precisaram ser substituídas em todo o país. O número representa 0,60% do total das urnas utilizadas.Além disso, houve 40 casos de transporte irregular de eleitores, 10 crimes comuns nos locais de votação e 64 crimes contra candidatos. Considerando todos os crimes eleitorais, o Estado com o maior número de registros é Minas Gerais (97), seguido de Goiás e Paraná, ambos com 91 casos, e Acre (72).
 

O Ministério da Justiça informou também que, até as 16h22, foram registradas 307 prisões no contexto das eleições gerais deste domingo, o maior contingente em Roraima (38). O volume de dinheiro apreendido foi de R$ 1,969 milhão. Além disso, houve 92 incidentes de segurança pública e defesa civil e foram apreendidas 11 armas.

A pasta ainda disse que houve 20 ocorrências de falta de energia, que aconteceram em sete Unidades da Federação (Minas Gerais, Piauí, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo e Maranhão).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp