17/08/2022 às 15h57min - Atualizada em 17/08/2022 às 15h57min

Justiça Eleitoral registrou 11 denúncias de propaganda irregular no Pará

Em menos de 24 horas o Pará teve denúncias no Aplicativo do TSE

Bianca Botelho

Jornal Pará Publicidade 790x90

Foram registradas onze denúncias de propaganda eleitoral irregular em todo o Pará. Sendo três em Belém, uma em Itaituba, uma em Paragominas, uma em Bujaru, uma em Castanhal,  uma em Parauapebas e três na cidade de Soure. Esses dados são do aplicativo Pardal, do TSE, atualizados hoje, 17, às 14h.

Pardal é um importante canal para fazer chegar à Justiça Eleitoral denúncias com indícios de irregularidades durante as Eleições 2022. Com o início oficial da campanha nesta terça-feira (16), a ferramenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi habilitada para o uso da população. Por isso, desde as eleições de 2016, está disponível o aplicativo Pardal para que cidadãs e cidadãos denunciem propagandas eleitorais irregulares de maneira fácil e confidencial. Nas últimas eleições municipais foram realizadas 3.470 denúncias no Pará, pelo aplicativo.

Aplicativo Pardal

O Pardal funciona como um sistema que fortalece os princípios da participação popular, da transparência e da lisura do pleito. Além de irregularidades na propaganda, é possível denunciar outras práticas proibidas pela legislação eleitoral, como, por exemplo, compra de votos; abuso de poder econômico; abuso de poder político e uso da máquina pública para fins eleitorais; e uso indevido dos meios de comunicação social.
O sistema foi desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets e já está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

Pardal Web

O Pardal Web, acessado pela internet, é voltado para acompanhamento, estatísticas e orientações.
As denúncias só podem ser encaminhadas via Pardal Móvel (para smartphones e tablets).

Acesse o Pardal Web por meio do endereço:

https://pardal.tse.jus.br/pardal-web/

O Pardal Web também traz orientações sobre o que pode e não pode no período eleitoral. São informações sobre o uso de alto-falantes e amplificadores de som, camisetas, adesivos, material gráfico, vias públicas, comícios e participação de artistas em campanhas, entre outros tópicos.

Outras irregularidades eleitorais que podem ser denunciadas são compra de voto, abuso de poder econômico, uso da máquina pública para fins eleitorais e uso indevido dos meios de comunicação social.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp