07/02/2024 às 09h45min - Atualizada em 07/02/2024 às 10h00min

PF investiga suspeito de criar ‘vaquinha’ para financiar assassinato de Lula

O caso aconteceu em Aracruz, no Espírito Santo.

Da redação

Reprodução
Na última terça-feira, 6, a Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação para investigar a pessoa que abriu uma ‘vaquinha’ na internet para contratar um mercenário que mataria o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O caso aconteceu em Aracruz, no Espírito Santo.

LEIA TAMBÉM: TCM-Pa investe em capacitação para monitoramento por satélite


De acordo com a PF, a investigação teve início a partir de um post nas redes sociais que divulgava a ideia de um fundo colaborativo para bancar o atentado contra o atual presidente. Em cumprimento à ordem expedida pela Justiça, as autoridades policiais foram até a residência do investigado e apreenderam seu computador e celular.

O suspeito, segundo a PF, colabora com as investigações, e confirmou a autoria da publicação. Sua identidade está mantida em sigilo. A operação foi batizada de Eco, em referência à mitologia grega, especificamente a uma jovem que falava demais.

Com informações do Terra

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp