07/05/2022 às 11h31min - Atualizada em 07/05/2022 às 11h31min

Postos de combustível devem exibir preços com duas casas decimais, de acordo com resolução da ANP de 2021.

Em Belém, motoristas dizem que a medida é satisfatória em nome da transparência.

Mayron Gouvêa
ANP

A medida é válida para todos os postos do Brasil, incluindo os flutuantes como este do município de Abaetetuba aqui no Pará.

A partir de hoje (7) os postos de abastecimento em todo o país só poderão exibir o preço dos combustíveis com duas casas decimais, e não mais com três, como ocorria até então. De acordo com a ANP, o objetivo da mudança “é deixar o preço do combustível mais preciso e claro para o consumidor, além de estar alinhado com a expressão numérica da moeda brasileira”.

 

A mudança foi determinada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), por meio da Resolução nº 858/2021, publicada em novembro do ano passado. Segundo a agência, os preços deverão ser exibidos com duas casas decimais tanto no painel de preços quanto nos visores das bombas abastecedoras.

 

Morador do bairro Águas Lindas, em Ananindeua, o técnico de máquinas pesadas, Hailton Borges, abastece diariamente nas idas e vindas ao centro de Belém. Para ele, a medida é uma forma de dar transparência ao consumidor. “Sem dúvida fica mais fácil visualizar o preço real do combustível para nós que pagamos impostos. Mas, eu acho que não vai trazer impacto nenhum no preço final”, avaliou.

 

O Hailton tem razão no posicionamento, já que na avaliação da agência, a mudança não implicará no valor final dos preços dos combustíveis, uma vez que a norma não trará “custos relevantes aos revendedores nem restrições aos preços praticados”.

 

A aposentada Silvana Arthur, 62, que sai de casa todo dia, também avalia que a medida trará melhor entendimento na hora de abastecer. “Na minha opinião, eu acho que mudou muito e ficou mais claro, mais transparente, porque antes eram muitas casas decimais que confundiam o consumidor”, analisou. 

 

A ANP informa, no entanto, que, nas bombas, o terceiro dígito poderá ser mantido, desde que marcando zero e travado no momento do abastecimento. “Dessa forma, os postos não precisarão trocar os módulos das bombas, o que poderia acarretar custos aos agentes econômicos”, justificou a agência.

 

A mudança é válida a partir de hoje (7). Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) os preços deverão ser exibidos com duas casas decimais tanto no painel de preços quanto nos visores das bombas abastecedoras. Veja o que pensam os motoristas do Pará sobre o assunto.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp