05/05/2022 às 12h33min - Atualizada em 05/05/2022 às 12h33min

Parque Ecológico Gunnar Vingren em estado de deterioração

Localizado entre os conjuntos Presidente Médici e Bela Vista, nos bairros de Val-de-Cans e Marambaia, o espaço é cortado em toda sua extensão pelo Canal de São Joaquim, abrigando também o igarapé do Burrinho.

Mayron Gouvêa

Foto: Mayron Gouvêa.

Na Avenida Paragominas, no conjunto Médici II, Marambaia, o telhado do pórtico principal está em pedaços. Ao lado, pela Rua Afuá, o cercado apresenta partes despedaçadas. Dentro, os quiosques estão destruídos e o mato alto está por todo lado e já não dá mais para definir as antigas trilhas ecológicas. Os sinais da degradação ambiental no Parque Ecológico Gunnar Vingren podem ser vistos por todos os ângulos. No segundo pórtico de entrada, pelo conjunto Bela Vista, com frente para a Avenida Independência, a depredação é ainda maior. 


O aposentado Marco Bragança, 69, é morador da Rua Afuá há 44 anos, isto é, bem antes da criação do parque, que foi inaugurado em novembro de 1991. A casa dele é uma das residências que ficam na lateral esquerda da entrada principal do espaço ecológico que, atualmente, não apresenta nenhuma condição para visitação da comunidade.


“Antes tinha trilha para visitação, com placas identificando as árvores e até guardas municipais, e agora só esse abandono com um monte de árvores caídas - uma delas até atingiu essa fiação elétrica. Os dois chalés de madeira, construídos no centro do parque, desabaram. Em 2019, chegaram a colocar uma placa de reforma do parque no valor de quase 900 mil, mas até agora nada. Hoje, esse canteiro que fica do lado do parque, somos nós os moradores que limpamos, porque a prefeitura não faz nada”, esclareceu.  




Símbolo do que deveria ser a preservação ambiental, em nossa região, o parque tem por finalidade a conservação, a manutenção e a restauração da área verde, além da promoção da educação ambiental, recreação para o lazer da população e o desenvolvimento da pesquisa científica para a geração de conhecimento científico. Contudo, o parque parece ter caído no esquecimento. “Tem que haver uma solução de reforma para um espaço tão bonito, grande, volumoso e tem que ser preservado. A gente quer ver limpo, porque seria uma excelente opção de lazer para nosso bairro, como um dia foi”, lembrou o morador.


Posicionamento


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) informa que está em andamento a licitação para recuperação da estrutura do portal de entrada e do prédio administrativo do Parque Gunnar Vingren, com objetivo de abrigar um posto da Guarda Municipal e do corpo administrativo do parque.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp