09/07/2023 às 11h38min - Atualizada em 09/07/2023 às 11h38min

Seis meses da tentativa de golpe de 8/1/2023: os responsáveis devem ser responsabilizados exemplarmente

Jornal Pará Publicidade 790x90

Em 08/01/2023, a sociedade brasileira e o mundo se depararam com as cenas lamentáveis da invasão das sedes dos três poderes da República Federativa do Brasil por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro, num ato que pretendia ser o gatilho para a eclosão de um golpe militar.

Todas as pessoas que, de alguma forma, contribuíram para a prática daqueles atos criminosos devem pagar de forma exemplar, em todas as esferas sancionatórias, nos termos da lei.


Em relação àqueles que invadiram os prédios dos poderes da República, os executores, os quais produziram grande quantidade de provas contra si, não há qualquer previsão legal para se abrandar as sanções as quais estão submetidos. Caso haja provas, todos devem ser condenados, um a um.

É lamentável ver parlamentares, que foram eleitos sob a égide de um regime democrático, defendendo aqueles que atentaram com violência e grave ameaça contra o estado democrático brasileiro e os chamando de “patriotas”.




É lamentável e ao mesmo tempo é preocupante, pois tentam normalizar o absurdo, o bizarro. Muito mais do que querer agradar e cativar uma parcela tenebrosa do eleitorado - que deseja e atuou efetivamente para aniquilar a democracia brasileira pela força bruta- pessoas que defendem tais criminosos por estarem vestidos de verde e amarelo, conscientemente ou não, acabam estimulando novas investidas contra a normalidade institucional.
 

Não! Bolsonaro e o bolsonarismo jamais poderão representar uma opção viável para o Brasil, para o bem da Democracia
 

Como é de conhecimento público, os preparativos para os atos de golpe de estado do dia 8/1/2023 não começaram somente após a humilhante derrota de Jair Bolsonaro nas urnas (eletrônicas) durante as eleições de 2022. Não! Está tudo devidamente registrado e amplamente divulgado na internet para quem quiser ver.






Muitos momentos trágicos da história recente, causados em decorrência da atitude humana, se deram por conta da normalização de pequenos absurdos que vão sendo injetados na sociedade, dia após dia, causando um cansaço mental capaz de anestesiar as críticas e fazendo com que os absurdos passem a fazer parte do cotidiano.

Essa tática foi minuciosamente praticada ao longo dos últimos anos no Brasil, e apesar de ter conseguido uma grande adesão eleitoral, felizmente e por muito pouco não foi suficiente para romper todas as barreiras de contenção da democracia brasileira.

Ao contrário. A tentativa de aniquilação do estado democrático de direito não só não deu certo como fez a Democracia do Brasil sair muito mais fortalecida dessa macabra experiência.

As instituições democráticas saíram mais fortalecidas e mais bem preparadas para novos casos de arroubos autoritários. De toda forma, é inadmissível cogitar qualquer tipo de anistia aos responsáveis dos atos desse triste momento da história brasileira.

Por fim, reitera-se: os atos golpistas do dia 8/1/2023 representaram apenas a tentativa de colheita de algo que estava sendo plantado ao longo de 4 anos. Punição exemplar aos responsáveis é o que se espera das autoridades constituídas.


ACOMPANHE O JORNAL PARÁ

Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp