16/02/2024 às 12h22min - Atualizada em 16/02/2024 às 12h22min

Conselheiro tutelar é preso suspeito de negociar vantagens junto a abusadores de crianças e barrar denúncias

Três denúncias foram feitas contra o homem, que atuou no Carnaval e teria cometido crimes durante plantões.

Da redação

Ascom/PC
Um conselheiro tutelar de Cametá, nordeste do Pará, foi preso nesta quinta-feira (15) suspeito de corrupção passiva. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o homem usava de seu cargo para obter vantagens indevidas de criminosos, que praticaram violência sexual contra crianças e adolescentes. Em troca, o indiciado não levava às denúncias para as autoridades competentes.

Três denúncias foram feitas contra o homem. A prisão preventiva ocorreu durante a operação “Ártemis”, deflagrada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca) de Cametá.

LEIA TAMBÉM: Sem fazer concurso público há 10 anos, prefeitura de Canaã dos Carajás é notificada pelo MP


“O acusado alegava ter influência junto às autoridades do Poder Judiciário e do Ministério Público, dessa forma, ele descredibilizava a atuação das instituições de proteção aos direitos das crianças e dos adolescentes”, informa Walter Resende, delegado-geral da Polícia Civil do Pará.

Após a constatação da conduta criminosa, que foi desempenhada inclusive em períodos de intensa movimentação popular, como o Carnaval, a equipe efetuou a prisão do homem, que no exercício da função, praticou o crime também em regime de plantão.

“Apesar da importância da atribuição inerente ao ofício desempenhado pelo investigado, o qual deveria exercer a função de proteção dos direitos das crianças e adolescentes, ele atuava como agente violador de direitos, com o intuito de obter vantagem econômica ilícita para si mesmo", destaca Diana de Bulhões Jobim, titular da Deaca de Cametá.
A prisão ocorreu na sede do Conselho Tutelar de Cametá. Após ser conduzido à unidade policial, o investigado já se encontra à disposição da Justiça.

Com informações de g1

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp