25/07/2022 às 13h46min - Atualizada em 25/07/2022 às 13h46min

Rodoviários da Monte Cristo em greve pela terceira vez só neste ano e afetam 10 mil usuários em Belém

Motoristas e cobradores garantem estar com salários, ticket alimentação e até com as férias em atraso

Da Redação

Jornal Pará Publicidade 790x90

A Pedreira é um dos bairros afetados pela paralisação de funcionários da empresa Monte Cristo.

O dia amanheceu difícil para quem mora em regiões, como a do conjunto Médice, onde a população depende essencialmente das linhas da empresa Monte Cristo. Nesta segunda-feira (25), os rodoviários voltaram a cruzar os braços em protesto às condições de trabalho e atrasos. A primeira greve da classe, neste ano, foi em março, mas na última de 2021, a reivindicação já era por questões salários que não estariam em dia. 

Pelo cenário, os problemas na empresa se arrastam por meses. Os grevistas afirmam que estariam, novamente, com os salários atrasados, o ticket alimentação em atraso até sem poder tirar férias, pois elas também estão atrasadas.

Monte Cristo
 
Cerca de 10 mil usuários são atendidos pela empresa em bairros como Pedreira, Nazaré, Sacramenta, Marex, Telégrafo, Providência, Marambaia e outros. 

Setransbel

Segundo o Sindicatos das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransbel), a resposta ao problema está na crise financeira que afeta ao setor do transporte, de forma que não haveria recursos financeiros.

Por hora, a paralisação segue sem previsão de encerramento.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp