22/02/2024 às 11h23min - Atualizada em 22/02/2024 às 11h23min

Recém-nascido é encontrado morto dentro de lixeira no interior do Pará

De acordo com as primeiras apurações, a própria mãe teria feito o parto em casa e depois procurado um hospital, onde confessou o crime.

Da redação

Esmael Teixeira/Ascom SMG
Um recém-nascido foi encontrado morto em uma lixeira, em São Miguel do Guamá, região nordeste do Pará. O caso é investigado pela Polícia Civil.

A suspeita é que a mãe tenha realizado o próprio parto em casa e jogado o bebê no lixo antes de buscar ajuda em um hospital.

LEIA TAMBÉM: MP emite decisão favorável à condenação da prefeita de Canaã por propaganda eleitoral antecipada


O caso foi descoberto na terça-feira (19), após a mulher dar entrada em um hospital municipal da região alegando sintomas de um sangramento intenso.

A suspeita apresentou uma ultrassonografia de uma clínica particular onde constava um aborto incompleto.

A unidade de saúde a examinou e resolveu encaminhá-la para um atendimento especializado na capital. Uma técnica de saúde do município a acompanhou até a Santa Casa do Pará, em Belém.

No local, a equipe médica desconfiou das informações repassadas pela suspeita, visto que ela apresentava uma grande dilatação do útero.

Questionada sobre a condição, a mulher confessou o crime e informou onde jogou o recém-nascido. Os familiares foram acionados e acharam o bebê. A criança já estava sem vida.

O caso foi denunciado pela direção do Hospital Municipal de São Miguel do Guamá. Em nota, a Prefeitura do município informou que a Polícia Civil e o Instituto Médico Legal foram acionados para as devidas providências.

Com informações de g1

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp