24/01/2024 às 09h28min - Atualizada em 24/01/2024 às 09h28min

Ministério Público apura crime de maus-tratos após gata ser jogada em rio durante viagem de barco

Caso ocorreu durante viagem de barco entre Belém e São Sebastião da Boa Vista, na Ilha do Marajó. Animal, chamada de “Pretinha”, foi jogada no rio por ordens do dono da embarcação.

Da redação

Jornal Pará Publicidade 790x90

Reprodução
O Ministério Público do Pará (MPPA) abriu um procedimento para apurar o suposto crime de maus-tratos de animais contra uma gata que foi jogada no rio durante uma viagem de barco entre Belém e São Sebastião da Boa Vista, na Ilha do Marajó.

A instauração da “Notícia de Fato” ocorreu nesta última segunda-feira (22) pelo promotor de Justiça de Muaná, Luiz Gustavo da Luz Quadros. Já o caso ocorreu no dia 18 de janeiro.

LEIA TAMBÉM: Preso pelo assassinato de Marielle, Ronnie Lessa delatou Domingos Brazão como mandante, diz jornal


Segundo o MPPA, a gata de cor preta, chamada de “Pretinha”, vinha presa sob a responsabilidade de sua tutora. Porém, próximo ao município de Muaná, o animal teria fugido da gaiola.

A gata foi encontrada por passageiros, que informaram o paradeiro do animal ao dono da embarcação, conhecido por Valdery Lopes. O dono, por sua vez, “deu ordens a um funcionário para que jogasse a gata no rio”, informou o órgão ministerial.

Em nota, a empresa N/M Globo do Mar disse que está "tomando as medidas cabíveis para esclarecer o ocorrido e as demais informações serão ditas perante as autoridades competentes".

Procura pelo animal
Nesta terça-feira (23), os donos do animal estiveram na vila de Ponta Negra, região de Muaná, no Marajó, e conversaram com moradores à procura da gatinha, mas não obtiveram sucesso.

De acordo com os donos da “Pretinha”, após o animal ser encontrado ainda dentro do barco, Valdery Lopes não esperou que a família chegasse para pegar a gata.

“A gente não sabe se ela pegou a beira, se ela foi para o outro lado. Ela era gata de cidade, nunca tinha tido contato com rio”, disse o familiar.

O Ministério Público do Pará chegou a dizer que a gata foi encontrada nesta terça (23), mas a família nega essa informação e diz que o animal ainda não foi localizado.

Com informações de g1

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp