10/11/2023 às 10h59min - Atualizada em 10/11/2023 às 11h15min

Laudo aponta que vereador de Santarém encontrado morto teria atirado na própria cabeça

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que recebeu o laudo da Perícia de Levantamento de Local de crime e aguarda os demais laudos periciais.

Da redação

Jornal Pará Publicidade 790x90

Reprodução
Um dos laudos da Polícia Científica sobre a morte do vereador e empresário de Santarém, oeste do Pará, Aguinaldo Carvalho de Aguiar, de 46 anos, conhecido como Aguinaldo Promissória, foi emitido na terça-feira, 7. Um portal local teria tido acesso ao laudo e, segundo o documento, o vereador teria atirado na própria cabeça.

Aguinaldo foi encontrado morto com um tiro na cabeça no dia 25 de setembro na casa em que morava, localizada na avenida Anísio Chaves, no bairro Aeroporto Velho, em Santarém. No momento do disparo, a namorada do parlamentar, Isabela Ataíde, estava com ele e foi conduzida à 16ª Seccional Urbana de Santarém, onde prestou depoimento à polícia e o caso, a princípio, foi registrado como suicídio.

SAIBA MAIS: Barcarena: Porto de Vila do Conde receberá usina termelétrica a gás natural com investimento de R$ 1,8 bi


De acordo com o laudo, foram analisadas manchas de sangue, o projétil no forro da residência, o tipo de lesão, além da altura da namorada, Isabela Ataíde. Segundo o documento, a hipótese mais provável é que o próprio Aguinaldo Promissória tenha feito o disparo que resultou na sua morte por motivo desconhecido.

“Foi possível constatar que a hipótese mais provável de ter ocorrido foi a vítima, por motivo desconhecido, ter efetuado o tiro que ceifou sua vida”, diz o laudo.

Além disso, o documento aponta que alguns fatores podem ter contribuído para o disparo, como a pegada firme na arma que estava destravada e o fato de Aguinaldo ter consumido bebida alcoólica.

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que recebeu o laudo da Perícia de Levantamento de Local de crime e aguarda os demais laudos periciais e o “retorno do processo da justiça para continuação das investigações e a conclusão do inquérito policial.”

Com informações de Roma News

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp