29/08/2023 às 13h25min - Atualizada em 29/08/2023 às 13h45min

ExpoQueijo Brasil: Queijo do Marajó fica entre os dez melhores

Produto do Marajó ficou em nono lugar na categoria "Leite de Búfala - Leite cru pasteurizado, massa não filada até 30 dias de maturação"

Da redação - com informações de O Liberal

Divulgação
O queijo tipo creme da Fazenda Leal teve boa colocação na ExpoQueijo Brasil – Araxá International Cheese Awards, um dos principais concursos internacionais de queijos artesanais da América Latina, realizado na cidade de Araxá, em Minas Gerais, no último final de semana.

Nesta edição, 410 produtores de 10 países, incluindo Brasil, Argentina, Bolívia, Canadá, Itália, México, Nigéria, Peru, Suíça e Uruguai, inscreveram 1,3 mil queijos para a competição.

Ministério Público se reúne com representantes da 123Milhas e cobra esclarecimentos


Duzentos especialistas avaliaram os queijos na competição - O evento contou com a avaliação de mais de 200 especialistas, que atuaram como jurados, considerando os atributos sensoriais dos queijos inscritos, abrangendo aspecto geral, cor, textura, odor, aroma, consistência e sabor. As premiações foram distribuídas em categorias de ouro, prata, bronze e "Super Ouro".

Na categoria "Leite de Búfala - Leite cru pasteurizado, massa não filada até 30 dias de maturação", o queijo do Marajó, tipo creme, da Fazenda Leal, conquistou o 9° lugar no concurso. Os resultados finais foram revelados no sábado (26), e a pontuação de todos os participantes foi disponibilizada no domingo (27) pela coordenação do evento.

O responsável técnico da queijaria Fazenda Leal, Douglas Marcel, expressou a alegria da equipe pelo destaque alcançado: "Estamos muito felizes de ver o nosso queijo participando da ExpoQueijo, é um momento incrível, com muita troca de experiências, muito conhecimento em volta da produção de laticínios."

O Queijo Pai D'Égua, representante do Pará, vencedor do 1º Concurso de Queijos Artesanais do Estado do Pará intitulado Queijo Pai D'Égua, esteve na competição internacional com patrocínio do governo estadual por meio da Emater, que cobriu as despesas de passagens aéreas do representante da queijaria.

A coordenadora do Concurso Queijo Pai D'Égua, Karine Sarraf, destacou o papel crucial da Emater. “A Emater já trabalha no sentido de qualificar toda essa produção, mas é importante que o agricultor veja com os seus próprios olhos aonde ele pode chegar, quais exigências ele precisa atender para chegar nesses locais de destaque. Quando o produtor enxerga isso e sai de sua zona de conforto e consegue ver aonde ele pode chegar, desde que ele consiga se qualificar e se preparar para isso, este é ponto mais importante de todo este trabalho, por que, por mais que a gente como extensão rural, a gente leve informações e sensibilize o produtor, nada mais importante do que viver a experiência de estar neste evento”, disse ela.

A ExpoQueijo Brasil não apenas promove o concurso, mas também apresenta o Fórum Internacional de Produtos da Agroindústria e Agricultura Familiar, em que especialistas discutem inovações, métodos e práticas para aprimorar a qualidade e agregar valor comercial aos queijos artesanais.

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp