30/01/2024 às 09h34min - Atualizada em 30/01/2024 às 09h34min

Em áudio, deputado bolsonarista chama Bolsonaro de “maior mau exemplo para a política”

Na mesma gravação, Zé Trovão culpou Bolsonaro por “entregar” a Presidência para Lula em 2022.

Da redação

Jornal Pará Publicidade 790x90

Reprodução
Bolsonarista da chamada “ala ideológica”, o deputado federal Zé Trovão criticou duramente Jair Bolsonaro em conversa com aliados, sem saber que estava sendo gravado. Em áudio obtido pela coluna do Paulo Cappelli do Portal Metrópoles, ele afirma que o ex-presidente é “o maior mau exemplo para a política”.

Na mesma gravação, Zé Trovão culpou Bolsonaro por “entregar” a Presidência para Lula em 2022. Eleito com 71 mil votos no estado de Santa Catarina, o deputado é investigado por supostamente incitar atos antidemocráticos contra o STF – ele chegou a ser preso preventivamente por determinação do ministro Alexandre de Moraes.

LEIA TAMBÉM: Com provas em Belém, Agência Nacional de Águas abre inscrições para concurso com salário de mais de R$ 16 mil; saiba mais


Curiosamente, ao se referir a Bolsonaro na reunião, o deputado criticou o ex-presidente por “querer resolver as coisas no grito, na guerra”. Segundo fontes, a gravação foi feita três meses após a última eleição presidencial.
Na ocasião, Zé Trovão fazia um desabafo sobre o assessor Jackson Schubert, lotado em seu gabinete na Câmara. No diálogo, o deputado dá a entender que o servidor reprovava críticas que o parlamentar fazia a políticos do mesmo espectro político.

Disse Zé Trovão: “Falei [para o assessor Jackson]: ‘Cara não é assim que funcionam as coisas. Tu tá viajando. Tu tem que ter um pouco mais de centro, Jackson. Um pouco mais de maturidade para as coisas, cara. Maturidade é o princípio da vida do homem, cara. Se você continuar nessa pegada…'”.

Em seguida, Zé Trovão conta que Jackson o criticava por falar mal de alguns candidatos. E relata a resposta que deu ao assessor: “Eu digo: ‘Cara, mas eu tô falando contigo, que é meu assessor, que eu não concordo, que não gosto desse cara.

Quantas vezes eu te falei: não gosto do Mauricio Peixer, mas infelizmente eu tô com Mauricio Peixer, faz parte do partido. Eu tenho que tratar com respeito, cara'”. Peixer é deputado estadual em Santa Catarina e presidente do PL municipal de Joinville.

Na sequência, Zé Trovão critica Bolsonaro:

“Jackson, a vida política é isso, cara. Não resolve as coisas no grito, na guerra, não, mano. Eu não sou o Bolsonaro, velho. Que é outro mau exemplo pra política. O maior mau exemplo pra política é o Bolsonaro. Entregou a Presidência da República pro Lula, porque quis desse jeito”.

Zé Trovão se pronuncia

O próprio parlamentar entrou deu sua versão sobre o áudio:

“Eu já disse que não concordo com muitas coisas do Bolsonaro. Mas não tem sentido eu falar que Bolsonaro é mau exemplo. Ele é o maior exemplo, não mau. Somente em alguns momentos ele deixou de fazer coisas que eram importantes para não gerar desagrado nacional. Tudo o que tenho devo ao Bolsonaro”, disse Zé Trovão.

O deputado continuou:

“Essa parte do áudio [‘Bolsonaro é o maior mau exemplo’], para mim, está esquisita. Eu nunca disse que era mau exemplo pra ninguém. Eu disse que ele cometeu erros. Não concordo com tudo o que ele fez, mas concordo com 99% do que ele fez. Na minha plena convicção e consciência, eu jamais diria que Bolsonaro é mau exemplo.

Mau exemplo é bandido, corrupto, criminoso. Isso ele nunca foi. Tanto que tentam a todo custo arrumar alguma forma de prendê-lo e não conseguem. Se ele cometeu erros nas falas dele, cometeu por ser verdadeiro, por ser transparente, assim como eu também sou.

E Bolsonaro não entregou a eleição para o Lula. O cara [atual presidente] que teve mais de 60 milhões de votos e não pode sair na rua… Como não se pode questionar mais nada no país, a gente tem que aceitar a eleição. Infelizmente, a gente perdeu a eleição.

Eu me lembro exatamente de uma conversa que eu tive com o Jackson [assessor]. Falei que não gosto de algumas pessoas que se vendem como de direita e não são de direita, se elegeram nas costas do presidente Bolsonaro, mas não cumprem o dever”.

Com informações de Metrópoles

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp