01/07/2023 às 10h01min - Atualizada em 01/07/2023 às 10h01min

Inelegível: conheça os possíveis 'herdeiros' de Bolsonaro para as eleições de 2026

Por 5 votos a 2, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tornou Bolsonaro inelegível por 8 anos, nesta sexta-feira (30).

Carlos Yury - com informações de Metrópoles

Jornal Pará Publicidade 790x90

Reprodução-montagem / Metrópoles
Por 5 votos a 2, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tornou Bolsonaro inelegível por 8 anos, nesta sexta-feira (30). Ele foi condenado por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação. A defesa deve recorrer ao Superior Tribunal Federal (STF), mas, nos corredores do Congresso Nacional, cogita-se que a saída de Bolsonaro do processo de disputa presidencial para as eleições de 2026, abre espaço para a concorrência pelo voto bolsonarista para o próximo pleito majoritário. 

Questionado sobre a possibilidade de nomes como o de sua esposa, Michelle Bolsonaro, e o do atual governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), surgirem como possíveis candidatos ao pleito e serem seus sucessores, Bolsonaro afirmou que com ele “fora do jogo político”, existem “vários bons nomes por aí”.

Tribunal Superior Eleitoral condena Jair Bolsonaro à inelegibilidade por oito anos


Nas últimas semanas, três nomes vêm sendo bastante citados no entorno de Jair Bolsonaro como possíveis candidatos às eleições presidenciais. Além de Tarcísio e Michelle, o nome do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), também tem surgido com bons olhos na aposta para liderar a direita nas próximas eleições gerais.

Mas, os nomes não ficam apenas entre esses três, existem também os que correm por fora como: o ex-ministro do Desenvolvimento Regional e atual senador Rogério Marinho (PL-RN), e dois filhos de Bolsonaro, o senador Flávio (PL-RJ) e Eduardo (PL-SP).

Tarcísio - Sempre que questionado sobre a possibilidade de disputar as eleições presidenciais de 2026, Tarcísio de Freitas tem se mostrado bastante evasivo. Para alguns aliados do político, essa postura tem sido vista como uma estratégia para evitar ser considerado “oportunista”.

Além disso, outro ponto que também tem sido relevante é o fato de que Tarcísio também pode optar por disputar à reeleição para o cargo de governador de São Paulo.

Michelle, Flávio e Eduardo - A ex-primeira-dama e esposa de Bolsonaro, Michelle Bolsonaro, a qual teve um importante papel na campanha eleitoral do marido no ano de 2022, acabou despertando o interesse do presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, para que ela disputasse as eleições de 2026 no cargo de presidente da República eventualmente.

Michelle é presidente do PL Mulher, ala da sigla que está voltada ao pública feminino. Desde a campanha de 2022, Michelle tem sido vista como alguém capaz de atrair e fidelizar os eleitorados feminino e evangélico.

Quanto aos filhos de Bolsonaro, o senador Flávio e o deputado Eduardo, também figuram como bons nomes para suceder o pai. Embora isso preocupe o ex-presidente, em especial Flávio e a própria Michelle, que também é considerada “inexperiente”, o ex-presidente teme que eles sejam alvos de ataques políticos assim que decidirem disputar o pleito para assumir o cargo no Executivo brasileiro.

Zema - Assim que se reaproximou de Bolsonaro nas eleições de 2022, a possível candidatura de Romeu Zema à Presidência tem ganhado força na ala da direita política. Atual governador de Minas pelo partido Novo, Zema tem sido firme no discurso antipetista e em pautas consideradas ideológicas.

Para o ex-presidente Jair Bolsonaro, Zema é uma boa opção para as eleições presidenciais, porém, só a partir de 2030.

Marinho - Quanto ao senador Rogério Marinho, ele vem se destacando como líder da oposição ao governo Lula no Senado e também surge como uma figura capaz de suceder Jair Bolsonaro.

Marinho é um político com perfil que segue alinhado à direita e também é bastante crítico ao PT. Ele vem atuando no sentido de sustentar as bandeiras de direita, deixadas por Bolsonaro, e com isso, ele ganhou visibilidade no cenário nacional.

 

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ

Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp