03/08/2023 às 09h21min - Atualizada em 03/08/2023 às 09h21min

Governo Federal anuncia infovia fluvial conectando Belém e cidades do Marajó através dos rios

Iniciativa é do programa ‘Norte Conectado’ do governo federal e já começou

Carlos Yury - com informações de O Liberal

Reprodução
O governo federal iniciou o programa Norte Conectado, anunciando a implementação de três das nove infovias - conjunto de linhas digitais por onde trafegam os dados das redes eletrônicas - na Bacia Amazônia. O Pará integra a primeira etapa do projeto, com a infovia 03, e deve receber a tecnologia até o final deste ano. 

A primeira etapa vai conectar 26 cidades de quatro estados da região Norte: Pará, Amapá, Amazona e Roraima. Essa mesma etapa prevê 624 km de cabo óptico subaquático na infovia 03. Ela deve conectar a capital, Belém; os municípios marajoaras de Ponta de Pedra, São Sebastião da Boa Vista, Curralinho, Bagre, Breves, Afuá, e, ainda, a capital amapaense, Macapá.

Neste mês, ​a Lei Maria da Penha completa 17 anos de enfrentamento à violência contra a mulher


A infovia 03 é considerada importante pelo impacto comercial e econômico, por passar por regiões com importantes empresas para o desenvolvimento local, a exemplo da cidade de Belém.

À frente do programa Norte Conectado estão a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Entidade Administradora de Faixa (EAF). O anúncio do início dos trabalhos foi feito, na terça-feira (1º), com a informação da implementação de três das nove Infovias previstas para a Bacia Amazônica, pelo edital do Leilão do 5G.

Trabalhos começaram em 26 de julho - O conselheiro da Anatel, Moisés Moreira e o presidente da EAF, Leandro Guerra, acompanharam o transbordo dos cabos de fibra óptica que serão usados nas Infovias 02, 03 e 04. Eles comunicaram que o procedimento de transbordo começou no dia 26 de julho passado.

A EAF será responsável pela construção de seis infovias, com mais de 10 mil quilômetros de cabos subaquáticos e investimento de R$ 1,34 bilhão.

Conselheiro da Anatel e presidente do Gaispi, Grupo que tem as funções de disciplinar e fiscalizar a aplicação dos recursos e as obrigações da EAF, Moisés Moreira destacou que o programa não tem precedentes no país, e vai levar sinal de dados de alta velocidade para garantir à população melhorias na educação, saúde, pesquisa, defesa e judiciário.

Presidente da EAF, Leandro Guerra deu detalhes do projeto. “Há meses, nossa equipe de operações tem liderado as expedições que fazem o raio-x dos rios onde os cabos serão instalados", disse ele.

"As embarcações são transformadas em laboratórios flutuantes, com equipamentos sofisticados, como sonares, que mapeiam o leito dos rios e servirão de orientação para determinar o local exato onde o cabo será acomodado com segurança. Agora, nos preparamos para o lançamento dos cabos”, acrescentou Guerra.

Implementação tem duas etapas - A implementação das infovias de responsabilidade da EAF será dividida em duas etapas. A primeira contempla as infovias 02, 03 e 04, com mais de 2 mil quilômetros de cabos que ligarão municípios do Amazonas, Amapá, Pará e Roraima. Na segunda etapa serão implementadas as infovias 05, 06 e 08, com mais de 6 mil quilômetros de cabos conectando municípios do Amazonas, Rondônia e Acre.

O primeiro lançamento será o da Infovia 04, que terá mais de 500 km de extensão nos rios Negro e Branco, previsto para ser iniciado na última semana de agosto. Ela vai conectar as localidades de Vila de Moura (AM), Santa Maria do Boiaçu (RR), Caracaraí (RR), Iracema (RR), Mucajaí (RR) e Boa Vista (RR).

As Infovias 02 e 03 estão previstas para serem implementadas no último trimestre de 2023. A 02, a maior delas, tem cerca de 1.200 km de extensão no rio Solimões, conectando as cidades amazonenses de Tefé, Alvarães, Uarini, Fonte Boa, Jutaí, Tonantins, Santo Antônio do Içá, Amaturá, São Paulo de Olivença, Belém de Solimões, Tabatinga, Benjamin Constant e Atalaia do Norte. Ela vai viabilizar a conexão entre os postos avançados do exército e as fronteiras.

A infovia 03 é aqui conectará as cidades de Belém e os municípios marajoaras, conforme dito acima, e, ainda, a capital amapaense, Macapá.

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp