15/06/2023 às 09h34min - Atualizada em 15/06/2023 às 09h34min

Febre Maculosa no Pará: Sespa afirma que não há suspeitas de casos no Estado

Sespa alerta para sintomas e medidas preventivas.

Carlos Yury - com informações de roma news

Agência Brasil
O Ministério da Saúde atualizou para 53 o número de casos de febre maculosa confirmados este ano no Brasil, com oito mortes registradas. Todos os óbitos ocorreram na Região Sudeste: seis em São Paulo, um em Minas Gerais e um no Rio de Janeiro. Quanto ao número de casos, a maior concentração de ocorrências é verificada nas regiões Sudeste (30) e Sul (17). No Pará, não há casos ou casos suspeitos de febre maculosa, afirma a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa).

Até o momento, não há nenhuma notificação da doença em paraenses. Diante disso, a Sespa destacou as medidas preventivas e sintomas que a população deve se atentar.

A transmissão da febre maculosa ocorre somente por meio do contato com o carrapato estrela infectado pela bactéria do gênero Rickettsia. Não há, portanto, transmissão de pessoa para pessoa.

Lula decide hoje se deputado paraense Celso Sabino será o novo ministro do Turismo


Medidas Preventivas - O uso de roupas claras ajuda a identificar o carrapato, assim como usar calças, botas e blusas com mangas compridas ao caminhar em áreas arborizadas e gramadas; evitar locais com grama ou vegetação alta, fazer uso de repelentes; verificar se os seus animais de estimação estão com carrapatos; remover o carrapato com pinça, não apertar ou esmagar o inseto e lavar a área com água e sabão. Quanto mais rápido retirar os carrapatos do corpo, menor será o risco de contrair a doença.

Sintomas da Febre Maculosa - Os principais sintomas são: febre, dor de cabeça intensa, náuseas e vômitos, diarreia e dor abdominal, dor muscular constante, inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés, gangrena nos dedos e orelhas, paralisia dos membros que inicia nas pernas e podendo chegar aos pulmões causando parada respiratória.

O local mais provável em contrair a doença é em áreas rurais, já que a probabilidade de existir carrapatos nesses ambientes, são maiores. A Sespa alerta ainda que em casos de sintomas, o paciente com suspeita de febre maculosa deve se dirigir a Unidade Básica de Saúde mais próxima e enfatiza que capacita os Centros Regionais de Saúde e municípios sobre a doença, além disso, vem realizando ações educativas e preventivas.

 

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ

Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp