18/08/2022 às 20h10min - Atualizada em 18/08/2022 às 20h10min

Aeroportos de Belém e Macapá são leiloados para a iniciativa privada

Investimentos para os dois aeroportos é de R$ 875 milhões ao longo dos 30 anos

Jefferson Machado, estagiário, sob supervisão de Yuri Siqueira, jornalista.

Jornal Pará Publicidade 790x90

O Consórcio Novo Norte irá administrar pelos próximos 30 anos o Aeroporto Internacional de Macapá. Num leilão, o bloco Norte 2, que inclui o terminal amapaense e o de Belém foram arrematados, por 125 milhões, nesta quinta-feira, 18, na sede da B3, em São Paulo. 

São no total 15 terminais leiloados na 7° rodada do programa de concessões aeroportuárias à iniciativa privada, completando a arrecadação de R$ 2, 716 bilhões do governo federal. Entre elas esteve uma proposta única que garantiu o bloco com o aeroporto de Congonhas (SP) que é o 2° mais movimentado do país- por R$2, 45 bilhões.

O lance foi definido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no valor de R$ 56,9 milhões, contudo, os aeroportos do norte foram arrematados por um preço muito maior de (119,78%). O Consórcio Novo Norte Aeroportos é composto por duas empresas brasileiras, Socicam e Dix Emprendimentos, pertencente ao grupo Agemar, que deu o lance vencedor sobre a Vinci Airports.

Na região Norte, os terminais leiloados têm por volta de 320 quilômetros de distância entre um e outro. O orçamento para ambos os aeroportos é de R$ 875 milhões ao longo dos 30 anos.

Os novos gestores dos 15 aeroportos deverão adequar a capacidade de processamento de passageiros, bagagens e estacionamento de veículos; observar especificações mínimas da infraestrutura aeroviária e indicadores de qualidade de serviço. 

Segundo os dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), apesar dos voos reduzidos no 1° semestre deste ano. O aeroporto de Macapá teve alta de 51%, na movimentação de usuários, em paralelo aos primeiros 6 meses de 2021.

Inaugurada em abril de 2019, a nova estrutura do aeroporto aumentou a capacidade de viajantes, após quase 15 anos de obras. No entanto, a proposta de leilão foi divulgada pelo governo federal, antes do prédio ser entregue.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp