05/07/2022 às 20h07min - Atualizada em 05/07/2022 às 20h07min

Candidato à prefeitura de Belém em 2020, Eguchi é afastado pela 3ª vez do cargo de Delegado Federal

Investigações apontam que Eguchi fez vazamentos de informações de operações da Polícia Federal

Da Redação

Jornal Pará Publicidade 790x90

Foto: Arquivo
O delegado da Polícia Federal, Everaldo Eguchi, foi afastado de sua função na corporação pela 3ª vez, após uma decisão do Diretor Geral da PF que afastou nesta terça-feira, dia 05, o ex-candidato à prefeitura de Belém em 2020.

O delegado é suspeito na “Operação Mapinguari”, investiga sobre possíveis vazamentos de operações da PF. A ação que iniciou em julho de 2021 suspeita que Eguchi tenha agido de forma a facilitar que pessoas de fora da operação tivessem acesso às estratégias da PF. A Justiça Federal acatou ainda em 2021 o pedido do Ministério Público Federal que encaminhou o afastamento do delegado como estratégia de impedir que novas informações sejam vazadas.

Ainda em novembro de 2021, o Diretor Geral Substituto da Polícia Federam determinou em um segundo momento que o delegado Eguchi fosse afastado de suas funções à frente da PF durante todo o processo de investigação da operação.

Em 1º de julho de 2022, foi publicado o novo afastamento do delegado. No documento está determinado que Eguchi fique afastado de suas funções até a decisão final do Processo Administrativo Disciplina nº4/2022 da Polícia Federal do Pará. A decisão exige também que o delegado deverá manter todos os dados pessoais atualizados para o sistema da PF, como telefones e endereços.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp