09/06/2022 às 20h01min - Atualizada em 09/06/2022 às 20h01min

Fazendeiro é preso pela Polícia Civil do Pará

Geraldinho é considerado um dos maiores desmatadores do estado do Pará

Geraldo Daniel de Oliveira, o “Geraldinho, foi autuado pelas ações que têm levado ao desmatamento da floresta.
O secretário de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Ualame Machado, confirmou na noite de hoje, 09, que uma operação da Polícia Civil do Pará prendeu um dos maiores desmatadores da Amazônia. Durante a coletiva, o secretário confirmou que Geraldo Daniel de Oliveira, o “Geraldinho, foi apreendido.

Segundo Ualame, Geraldinho é um fazendeiro que em atividades de desmatamento ilegal, já derrubou 10% de árvores em terras da Área de Proteção Ambiental (APA), na região do Triunfo do Xingu, no município de São Felix do Xingu. Na coletiva foi informado que o acusado possui uma fazenda chamada Ouro Verde, e que está localizada na região da APA, no qual é feita queimadas para fins de construção de gado.


Geraldinho já foi autuado diversas vezes em fiscalizações do Ibama, e em 2019, a Polícia Civil emitiu um mandado de prisão contra o fazendeiro que era considerado foragido da justiça até conseguir um habeas corpus.

Na tarde de hoje, o acusado foi preso durante a Operação Outsiders, que tem o objetivo de combater a exploração ilegal na região amazônica. Na operação, Geraldinho foi autuado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semas), e encaminhado para a delegacia de São Felix do Xingu.

Histórico

Uma operação realizada pela Polícia Civil do Pará e de Goiás, em agosto de 2019, prendeu José Brasil de Oliveira, suspeito de estar envolvido com incêndios e derrubadas de matas em áreas de preservação ambiental. Na época, José Oliveira e Geraldinho foram os principais suspeitos de terem contratado mais de 50 homens para trabalhar na derrubada de 20 mil hectares da área da APA, em São Felix do Xingu. Ainda segundo a Polícia Civil, as investigações apontam que o grupo já derrubou mais de 5 mil hectares após as acusações.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp