11/07/2023 às 10h32min - Atualizada em 11/07/2023 às 10h32min

Nafrágio no Combu: corpos das últimas vítimas são encontrados

Todas as três pessoas que estavam desaparecidas após o acidente foram encontradas sem vida.

Carlos Yury

Jornal Pará Publicidade 790x90

Reproduçao / Tv Liberal
Os corpos das duas últimas pessoas desaparecidas no naufrágio em Belém foram encontrados na manhã desta terça-feira (11) na Ilha das Onças pelo Corpo de Bombeiros.

O naufrágio aconteceu com uma rabeta na noite do domingo, 9, na travessia da Ilha do Combu e a parte continental de Belém. Os corpos encontrados são de Natalino Pantoja, de 76 anos, piloto e dono da embarcação, e Paulo Bittencourt, 34 anos.

Tragédia no Rio Guamá: Buscas por desaparecidos em naufrágio no Combu, em Belém, continuam nesta segunta-feira


Todas as três pessoas que estavam desaparecidas após o acidente foram encontradas sem vida. A primeira delas na segunda-feira (10), um dia depois do naufrágio, que ocorreu no domingo (9).

Um bebê de seis meses, identificado pelos familiares como Marcos João, conseguiu ser resgatado momentos depois do acidente. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jurunas, mas não resistiu e morreu ainda no domingo (9).

Todas as 9 pessoas que estavam na embarcação eram da mesma família e teriam ido até a ilha para comemorar o mesversário do bebê, vítima do acidente.

A Polícia Científica foi acionada para realizar a remoção dos corpos, que foram trazidos ao Grupamento Marítimo Fluvial, no bairro Pratinha, em Belém.

De acordo com a Marinha, os passageiros e piloto não usavam colete salva-vidas. A Prefeitura de Belém informou que que a rabeta não pertencia à cooperativa cadastrada pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob). O barco não tinha habilitação, e quem pilotava a rabeta também não tinha autorização, segundo a Marinha.

 

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ

Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp