30/04/2022 às 15h53min - Atualizada em 30/04/2022 às 15h53min

Corpos não identificados são encontrados no município de Novo Repartimento

Suspeita é que vítimas sejam os três caçadores que desapareceram próximo a área indígena Parakanã

Fernando Moura

Jornal Pará Publicidade 790x90

Foto: Polícia Federal

As buscas da Polícia Federal na área indígena Parakanã, localizada a 30 km do município de Novo Repartimento, podem ter terminado. Na manhã deste sábado (30), as autoridades policiais encontraram três corpos em regiões próximas a área onde os três caçadores desapareceram desde o dia 24 de abril.

Segundo a PF uma equipe da Perícia Criminal irá realizar testes para identificar se os corpos encontrados são dos caçadores Cosmo Ribeiro de Souza, José Luís da Silva Teixeira e Wilian dos Santos Câmara. Os familiares dos desaparecidos cobram das autoridades a permissão para entrar nas áreas indígenas, com a intenção de ajudar nas buscas. Por lei as áreas de preservação são de acesso proibido, permitido apenas para autoridades federais.

Em nota divulgada pela PF, ainda não é possível confirmar se os corpos encontrados são dos caçadores desaparecidos, sendo necessária a realização de uma perícia criminal, com exames que estão sendo realizados no local por Peritos Criminais Federais do Pará e de Brasília. A necropsia e identificação dos corpos serão realizadas por meio de legistas da Polícia Científica do Pará, localizada em Marabá, e por agentes da Polícia Federal para onde os corpos estão sendo deslocados.

Ainda segundo a Polícia Federal, a investigação conta com o apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional. No total, mais de 150 agentes de segurança estão trabalhando nas buscas desde que se soube do desaparecimento das pessoas na região.

Entenda o caso
Desde o dia 24 de abril, Cosmos Ribeiro de Souza, José Luís da Silva Teixeira e Wiliam dos Santos Câmara estão desaparecidos após terem saído juntos para caçar em regiões próximas a reserva indígena Parakanã. A área que é de preservação ambiental fica localizada próxima ao município de Novo Repartimento, região sudeste do Pará.
Com o desaparecimento, familiares e amigos dos caçadores realizaram protestos em trechos da rodovia Transamazônica, na BR-230. Segundo os manifestantes, a ação foi feita para pressionar as autoridades a continuarem as buscas, além de exigir que as autoridades entrassem em contato com as lideranças indígenas Parakanã.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp