10/04/2022 às 10h51min - Atualizada em 10/04/2022 às 10h51min

Clientes da Operadora OI reclamam da falta de serviços

Com a redução de lojas físicas, clientes poderão realizar atendimentos nos Correios e C&A

Fernando Moura

Jornal Pará Publicidade 790x90

Foto: Fernando Moura
Uma das mais tradicionais operadoras de telefonia, internet banda larga e TV por assinatura do Brasil está fechando gradativamente as suas lojas físicas em todas as cidades do Brasil, incluindo na região norte. Segundo os clientes, a ação dificulta cada vez mais os atendimentos e os serviços estão cada vez mais precários com atendimentos demorados e instabilidades recorrentes.

Em 2020 a Oi Móvel foi vendida para as concorrentes Claro, Tim e Vivo, mas as negociações da compra ainda não foram totalmente homologadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a agência reguladora dos serviços de telecomunicações do Brasil. E a principal reclamação dos usuários da operadora é que mesmo na fase de transição, algumas lojas já estão fora de atividades, os serviços estão precários e a demora dos atendimentos é cada vez maior.

Para Lourdes Conceição, moradora do bairro do Coqueiro, em Ananindeua, e cliente da OI há mais de 20 anos, o cancelamento dos serviços foi inevitável após um longo período de reclamações e dores de cabeça. “Eu tinha um pacote completo com TV a cabo, telefone fixo e internet, mas a queda dos serviços estava cada vez mais recorrente, e as próprias atendentes ressaltavam que a minha região estava sendo desativada e que eu iria ficar sem serviço para sempre”, explica Lourdes que teve que assinar com outra prestadora após desistir da OI.

“Com o fim da OI Velox eu achei que minha internet seria atualizada para a Oi Fibra, um serviço mais rápido, mas fui informada que eles não iriam trazer esse produto para o meu bairro. Após muita dor de cabeça, eu cancelei os planos e fiquei apenas com o meu telefone celular nos serviços dessa operadora”, finaliza.

Processos
Para a advogada especialista em crimes contra o consumidor, Camila Pantoja, os prejuízos são inúmeros para os usuários que depositam na operadora a confiança de resolver problemas de trabalho. “Em casos assim vemos pessoas e empresas que estão tendo transtornos passíveis a processos. Eu mesma tive os serviços do escritório em que trabalho prejudicados pela falta de atendimentos. Chegamos ao ponto de ter o telefone fixo cancelado sem mesmo a OI ter avisado, prejudicando o relacionamento com nossos clientes”, afirma a advogada.

“Outro problema acarretado pela precarização é que a operadora segue cobrando 100% do valor da fatura, sendo que a instabilidade ou até mesmo falta dos serviços atinge por muitas vezes vários dias ou semanas, e é de responsabilidade da OI cobrar apenas pelos dias funcionados, o que pode ser passível de processos e reembolso ao consumidor”, explicou Camila.

Posicionamento
Recentemente a OI emitiu uma nota se posicionando sobre o fechamento das lojas e a diminuição dos serviços e atendimentos. A operadora confirma que diminuiu o número de lojas físicas, mas que mantém várias lojas ativas para atendimento. Além de disponibilizar um atendimento 24 horas online pelo telefone ou internet.  A operadora afirma também que já divulgou seu plano estratégico trianual (2022/2023/2024), e que nele é possível ver as ações de transição de forma clara e transparente.

Nota Completa OI Móvel:
Conforme o plano de transformação de seu negócio que está em curso, a Oi vem redirecionando o foco estratégico de sua atuação para o oferecimento de soluções baseadas em fibra ótica e serviços digitais aos seus clientes. Como parte deste processo de transformação, a companhia segue realizando diversas ações de eficiência operacional, de modo a aprimorar a estrutura de custos do negócio e refletir o novo perfil da companhia, mais leve, ágil e digital.

Em linha com o novo perfil de atuação da Oi, esse movimento considerou também o encerramento das atividades de parte de lojas Oi nos últimos meses. A companhia ressalta que mantém várias outras em funcionamento em diversos pontos do país, com atuação que inclui venda e atendimento de seus serviços de fibra ótica, TV e telefonia fixa. A Oi já disponibiliza também novos pontos de atendimento presenciais em todos os Estados, via parceiros como agências dos Correios e em breve lojas da rede C&A, para clientes que eventualmente necessitem de atendimento presencial. Os pontos de atendimento podem ser consultados no site. A companhia lembra ainda que tem investido continuamente na automação e na expansão de seus canais digitais (site, Minha Oi, Joice e Técnico Virtual), de forma a garantir a melhor experiência aos clientes, canais estes que vêm registrando um aumento exponencial no seu uso.
A Oi acrescenta que, após o fechamento destas lojas, cerca de 130 profissionais que atuavam nestes estabelecimentos foram realocados em outra atividade comercial da companhia, passando a reforçar o time que atua em vendas porta a porta. A redução de cerca de 1500 posições foi feita com acolhimento e respeito aos profissionais. Mantendo o compromisso de cuidar das pessoas, a companhia negociou com os sindicatos um pacote de benefícios extra legais adicionais às verbas rescisórias para os colaboradores desligados que inclui prorrogação de plano de saúde, odontológico e seguro de vida, além de uma parcela indenizatória atrelada ao tempo de casa. A Oi está disponibilizando também conteúdo educativo com foco em recolocação no mercado e criando um banco de talentos para que os ex-colaboradores interessados possam se cadastrar, além de ter firmado parceria com outras operadoras que terão acesso a esses currículos para avaliar possíveis contratações.
Conforme já divulgado em seu plano estratégico trianual (2022/2023/2024), a Oi reafirma que está concluindo uma das maiores transformações da história corporativa do país, com total foco na manutenção de suas operações e ciente do seu compromisso com a sociedade, clientes, profissionais e todos os participantes de seu ecossistema.
Oi
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp