08/04/2022 às 09h58min - Atualizada em 08/04/2022 às 09h58min

Novo saque do FGTS: Caixa libera consulta a saque de até R$ 1 mil

Valor pode ser consultado no site do banco ou na versão atualizada do aplicativo do FGTS

Mayra Leal, com informações da Agência Brasil

Jornal Pará Publicidade 790x90

(Logo FGTS)
Nascidos em janeiro podem consultar a partir desta sexta-feira (8), os dados para o saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A consulta sobre o saque de até R$ 1 mil do FGTS pode ser feita pelo site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS (diponíveis para IOS e Android). 
Para os nascidos no primeiro mês do ano, o recurso será liberado no dia 20 de abril. O calendário do saque extraordinário do FGTS foi estabelecido de acordo com o mês de nascimento do trabalhador. Veja o calendário completo:

 
Nascidos em: Recebem em:
Janeiro 20/04 (qua)
Fevereiro 30/04 (sáb)
Março 04/05 (qua)
Abril 11/05 (qua)
Maio 14/05 (sáb)
Junho 18/05 (qua)
Julho 21/05 (sáb)
Agosto 25/05 (qua)
Setembro 28/05 (sáb)
Outubro 01/06 (qua)
Novembro 08/06 (qua)
Dezembro  15/06 (qua)


Pagamento

O valor do saque é de até R$ 1 mil por trabalhador e considera a soma dos saldos disponíveis de todas as contas do FGTS que ele possua. O valor será depositado em Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela CAIXA em nome dos trabalhadores.
A movimentação ocorrerá por meio do aplicativo Caixa Tem, que é o mesmo utilizado para o pagamento de benefícios sociais e trabalhistas, como o auxílio emergencial. Por lá, o trabalhador poderá inclusive transferir o valor para outra conta bancária. O prazo final para utilizar o valor é 15 de dezembro. Se o trabalhador optar por não sacar o dinheiro, o valor integral voltará para a conta vinculada do FGTS.
Quem optou pela antecipação do Saque Aniversário e tem valores bloqueados como garantia de crédito, não terá estes valores disponíveis para o saque extraordinário.

Saque extraordinário

A autorização para a nova rodada de saques do FGTS ocorre por meio de medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, no dia 17 de março. Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o saque visa diminuir o comprometimento de renda e o endividamento das famílias por causa da crise sanitária provocada pela covid-19.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp