06/04/2022 às 20h19min - Atualizada em 06/04/2022 às 20h19min

Caso dos Meninos Emasculados de Altamira vira documentário

Crimes ocorridos entre 1989 e 1992 foram marcados pelo horror e grandes reviravoltas

Jornal Pará Publicidade 790x90

Foto: Arquivo
Com repercussão internacional, o caso dos dezenove meninos entre 08 e 14 anos desaparecidos no município de Altamira no final da década de 1990 vai se tornar um documentário produzido pelo Projetos Humanos em parceria com a plataforma GloboPlay. O podcast documental terá seu primeiro episódio disponível nesta quinta-feira, dia 07, e vai contar o caso que chocou pelas atrocidades e grande reviravoltas durante as investigações policiais.

Os crimes que ficaram popularmente conhecidos como Os Meninos Emasculados de Altamira foi uma série de desaparecimentos de 19 crianças pobres entre os anos de 1989 e 1993. A investigação dos supostos sequestros logo mudou de rumo quando 11 corpos foram encontrados com mutilações principalmente nos órgãos genitais. Outras cinco crianças nunca foram encontradas e apenas dois sobreviventes foram resgatados.

O podcast será apresentado pelo jornalista Ivan Mizanzuk, e é o segundo grande crime produzido pelo Projetos Humanos. O primeiro foi o Caso Evandro, que também mostrou uma narrativa “true crime”, e ocorreu em período semelhante dos crimes de Altamira, na cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná. E para o Ivan, os dois casos tem grande relação devido a semelhança, principalmente pela presença de uma seita chamada Lineamento Universal Superior (LUS), que durante as investigações da polícia da época, tinham envolvimento com o desaparecimento de crianças.

Para Ivan, o podcast é um primeiro passo para o lançamento da segunda série documental. Os episódios serão disponibilizados semanalmente para assinantes da GloboPlay e em todas as plataformas streaming de podcasts.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp