06/04/2022 às 11h13min - Atualizada em 06/04/2022 às 11h13min

Dia de RexPa: clássico define o campeão paraense 2022

Paysandu quer reverter em casa o placar do primeiro jogo. Remo promete concentração total. Fora de campo, mais de 400 policiais reforçarão a segurança

Mayra Leal

Jornal Pará Publicidade 790x90

Bruno Cecim/ Agência Pará


Expectativa dentro e fora de campo para a grande final do Campeonato Paraense. Depois de perder no Baenão por 3x0 para o Remo, no último domingo (3), o Paysandu busca reverter a situação jogando em casa na noite desta quarta-feira (6). A partida será às 20h no Estádio da Curuzu, com torcida única. O Clube do Remo está em busca do 47° título estadual, enquanto o time bicolor pode chegar a marca de 50 títulos paraenses.

Para o jogo de hoje, foram colocados à venda 16 mil ingressos, nos preços de R$ 50 a arquibancada e R$ 80 a cadeira. De acordo com o Paysandu, os ingressos para as cadeiras estão esgotados e restam poucos bilhetes para as arquibancadas. 

Segurança

Para garantir a segurança dos torcedores e evitar confrontos, a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SEGUP), em parceria com os demais órgãos, montou esquema de segurança que contará com atuação de mais de 400 policiais militares. 
No último jogo, torcedores protagonizaram cenas de confronto, no bairro da Pedreira, em Belém. Pedras, pedaços de madeira e cacos de vidros foram utilizados na briga. De acordo com a Segup,  para coibir ações de violência, os agentes estarão distribuídos no entorno do estádio, nas vias de acesso ao local e nos bairros onde foram identificados pontos de encontros de torcidas organizadas rivais. 
  

Jogadores com foco total
 

Com a derrota por 3 a 0 contra o rival, o Paysandu precisa de quatro gols de diferença para vencer no tempo regulamentar. Caso vença por três gols, o título será decidido nos pênaltis. Em coletiva de imprensa, o volante Mikael lamentou as chances perdidas no último jogo, mas afirmou que acredita que o time pode reverter o placar. “Nós temos um grupo qualificado, um time bom. Já mostramos isso no decorrer do campeonato. Então, acho que nós temos sim totais condições de reverter esse resultado, é só ter mais atenção e mais calma na hora de decidir na frente do gol, que as coisas dão certo”, pontuou.




 

A última vez que o Remo foi campeão paraense na Curuzu foi em 1968. Feito que pode se repetir hoje. Porém, mesmo com a vantagem, o elenco azulino sabe que o desafio é grande. Em coletiva, o lateral-esquerdo Leonan ressaltou que para ganhar na casa do adversário será preciso bastante foco. “A gente sempre fala que clássico é um campeonato à parte. Futebol a gente sabe como funciona. Se a gente entra desligado, pode acabar sendo surpreendido. A gente tem que ter o foco extremamente alto, entrar extremamente concentrado para fazer uma bela partida”, destacou.


 

A partida da final do Campeonato Paraense 2022 pode ser assistida pela  TV Cultura do Pará (canal 2).

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp