30/07/2022 às 16h40min - Atualizada em 30/07/2022 às 16h40min

​Fórum Social Pan-Amazônico encerra amanhã (31) com plenária das mulheres e ato contra o facismo e ecocídio na UFPA

Da Redação
Agência Belém

Jornal Pará Publicidade 790x90

Eventos da prefeitura de Belém lotaram as salas da UFPA. (Foto: Agência Belém)

Mais de três mil pessoas entre estudantes, servidores e participantes do X Fórum Social Pan-Amazônico passaram pelo hall do Mirante da Universidade Federal do Pará, onde estão instalados os estandes das secretarias da Prefeitura de Belém que é a anfitriã do evento, e tem a oportunidade de mostrar todas as ações desenvolvidas em defesa do meio de ambiente, em prol da cultura dos povos originários e em nome da qualidade de vida dos moradores da cidade.

O estudante de Espanhol da Universidade Federal do Para, Ian Gurjão, de 25 anos, acredita na aproximação com a gestão pública. “Muitas vezes, o poder público acaba se tornando distante da população, então quando a gente tem a oportunidade de conversar e conhecer os projetos das secretarias mais de perto, a gente até se torna um cidadão melhor, por aprender, inclusive, os meios certos de fazer cobranças e participar ativamente da cidade”, relata o estudante.

No hall do Mirante estão dispostos dez estandes, com secretarias, serviços e programas da Prefeitura de Belém, voltadas a aproximar os participantes de projetos como o Fórum Permanente de Participação Popular, o Tá Selado; dos projetos de saneamento, que buscam melhorar a qualidade de vida das pessoas, e de recuperação de áreas, como o Projeto do Canal São Joaquim.

O evento

O X Fórum Social Pan-Amazônico vai até domingo, dia 31, com mais de 1.949 inscrições individuais e 496 grupos. Espalhados em programações de cultura, mesas de debates, entre outros, dentro do Campus Guamá da Universidade Federal do Pará. Está é a segunda vez que Belém se torna anfitriã do evento, que nasceu há 20 anos dentro do Fórum Social Mundial. 

“Como eu sou de fora, não tenho muita noção de como outras cidades funcionam e como elas trabalham a questão do meio ambiente, e aqui a gente pode ter um apanhado dos projetos que realmente trabalham observando as práticas ambientais e principalmente no cuidado com as pessoas, iniciativas como o Tá Selado são inovadoras na questão de trazer a população para dentro das instituições”, completa o amazonense.

Último dia (domingo)

Amanhã, às 8h30, acontece a plenária das mulheres no auditório 1 do setorial básico da UFPA. Às 9 horas, no palco da Universidade Federal do Pará será feito o ato contra o facismo, autoritarismo e  ecocídio, além do cerimônia de encerramento.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp