11/01/2024 às 08h00min - Atualizada em 10/01/2024 às 18h00min

ONG Olivia inicia pesquisa socioeconômica para mapear empreendedorismo LGBTI+ na Região Metropolitana de Belém

A coleta de dados é a primeira etapa do projeto intitulado “Olivia Empreende”

Carlos Yury

Jornal Pará Publicidade 790x90

Divulgação/ONG Olivia
Ter segurança financeira e um emprego digno é um direito de todo cidadão. No entanto, esse direito básico tem sido negado para muitas pessoas da população LGBTI+. Proporcionar formas de subsistência a essas pessoas é um dos maiores objetivos da Olivia. A partir disso, a ONG lançou o projeto “Olivia Empreende”. A primeira etapa do projeto consiste na disponibilização e divulgação online de um formulário socioeconômico, elaborado pela organização, que visa compreender o perfil dos empreendedores LGBTI+ na Região Metropolitana de Belém. A pesquisa já está disponível na internet, clique aqui.

“A Olivia entende o empreendedorismo como uma alternativa de renda para pessoas da população LGBTI+, que ainda encontram dificuldades de acessar o mercado de trabalho devido ao preconceito e então encontram no empreendedorismo uma alternativa de conseguir o acesso a uma renda. Nesse contexto, a gente quer ajudar essas pessoas que empreendem e para isso precisamos entender quem são esses empreendedores, para então pensar estratégias e ferramentas de formação. E para isso lançamos essa pesquisa”, explica Marcos Melo, presidente da ONG Olivia.

LEIA TAMBÉM: Inscrições abertas para escolas de samba e blocos carnavalescos no Carnaval 2024; confira edital


O geógrafo e coordenador de pesquisa do projeto Pedro Mota, que integra a equipe do Olivia Empreende, ressalta a importância do questionário socioeconômico no contexto regional. “Onde nós estamos atuando, a gente não tem como trabalhar certas políticas públicas para a população LGBTI+ porque não temos dados com o que a gente possa atuar. Então, esse processo todo vai nos ajudar a ter base para discutir em espaços públicos a nossa realidade e o que nós precisamos, onde estamos, onde estamos pisando e a daí criar mecanismos e dinâmicas que possam contribuir com a qualidade de vida para os LGBTI+”, afirma.

Após a realização da pesquisa, o projeto seguirá com mais duas etapas: uma que selecionará 10 empreendedores para participarem de formações profissionais que envolvem a área dos negócios, como marketing, gestão administrativa, inclusão e finanças. E a última, onde os participantes terão a chance de expor e comercializar seus produtos em uma feira de empreendedorismo.

“Um dos objetivos do Olivia Empreende é que a discussão em relação às temáticas da população LGBTI+ possa sair dessa bolha do direitos humanos. A gente também quer discutir empreendedorismo, a gente quer discutir renda, economia, a gente quer discutir emprego, a gente quer discutir modelo de negócio, a gente quer discutir marketing, a gente quer discutir todos aqueles temas que atravessam a sociedade. Assim a gente inclui a população LGBTI+ e estimula uma sociedade que dialoga com respeito”, destaca Marcos Melo.

O projeto Olivia Empreende é uma realização da ONG Olivia com patrocínio do Edital LGBT+ Orgulho, do Instituto Mais Diversidade com o Itaú Unibanco. O projeto tem apoio institucional da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Intersexuais (ABGLT) e do Sebrae Pará.

ONG Olivia - O projeto “Olivia Empreende” é uma das iniciativas da Organização da Livre Identidade e Orientação Sexual do Pará (ONG Olivia), que há mais de 8 anos atua como um prestador de serviços sociais para a população LGBTI+ através de aconselhamentos jurídicos, testagens para ISTs, produção acadêmica, capacitações em empresas privadas e instituições públicas, além de acolhimento psicológico.

Serviço
Pesquisa "Empreendedorismo LGBTI+ na Região Metropolitana de Belém"
Formulário: https://tinyurl.com/pesquisaoliviaempreende
Contato: @olivialgbt, no Instagram.

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp