30/12/2023 às 10h45min - Atualizada em 30/12/2023 às 10h45min

Praias e balneários do Pará ganham reforço preventivo com mais de 600 militares do Corpo de Bombeiros durante o Réveillon

Os visitantes são abordados com dicas de horário, melhores condições de banho, movimento das marés, alertas de locais perigosos, entre outras informações e atuação em caso de necessidade.

Da redação

Alex Ribeiro / Ag. Pará
As praias e principais balneários do Pará ganharam reforço com mais de 600 militares do Corpo de Bombeiros que atuam neste final de ano na Operação “Festas Seguras”, no estado. São frentes como prevenção balneária, como monitoramento por guarda-vidas, distribuição de pulseiras para identificação de crianças, atendimentos de primeiros socorros, e salvamentos nas estradas durante o Réveillon.

“Existe a prevenção balneária, feita por guarda-vidas. Temos também mergulhadores espalhados em polos no estado. Temos prevenção nas estradas, com viaturas de salvamento veicular e ambulâncias de atendimento pré-hospitalar para qualquer situação de pronto emprego, em algumas barreiras no estado. E temos militares da área de defesa civil espalhados pelo estado, para poder fazer qualquer tipo de intervenção caso necessário. No total, temos 352 homens empregados na operação, para fornecer esse apoio à sociedade de modo ativo e responsivo quando necessário”, explica o tenente-coronel Ricardo Anaissi, comandante do 1º Grupamento Marítimo e Fluvial do CBMPA. 

Leia mais: Lula sanciona lei que cria protocolo de prevenção à violência contra a mulher em eventos


O trabalho de orientação aos banhistas é feito nos principais balneários. Destinos como Salinópolis, Bragança, Algodoal, Marajó, Belém, com as praias de Cotijuba, Mosqueiro e Outeiro, Cametá, Barcarena, Abaetetuba, onde a movimentação de banhistas é intensa. Os visitantes são abordados com dicas de horário, melhores condições de banho, movimento das marés, alertas de locais perigosos, entre outras informações e atuação em caso de necessidade.

“Na questão do mergulho, nós temos polos espalhados em Salinópolis, Cotijuba e Barcarena, e ainda temos também um polo fixo na base Antônio Lemos, em Breves. São quatro polos, três específicos para operação e mais um fixo em Breves. Com toda essa resposta operacional e apoio de vetores aéreos, terrestres e fluviais, a gente consegue chegar nos mais longínquos pontos aqui do estado”, acrescenta o tenente-coronel Ricardo Anaissi.

Atenção redobrada

Ter cuidado com crianças e idosos é uma das principais orientações do Corpo de Bombeiros Militar do Pará para que a família aproveite o fim de ano com tranquilidade. No caso de qualquer emergência, acione o Corpo de Bombeiros pelo 193.

“Esse é o público mais vulnerável, por isso deve estar todo o tempo acompanhado, principalmente na água, que deve estar à altura do umbigo. Essa é a profundidade de segurança, porque a pessoa tem mobilidade adequada. Mesmo com uma onda, ela consegue voltar para a margem. Recomendamos que, quando a pessoa estiver com a água no umbigo, ela evite se afastar mais da margem”, orienta o major Leonardo Sarges, do Corpo de Bombeiros Militar, especialista em salvamento aquático e mergulhador de resgate.

Com informações da Agência Pará

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp