07/10/2023 às 09h06min - Atualizada em 07/10/2023 às 09h06min

Sábado de fé: Romaria Rodoviária, Círio Fluvial e Moto Romaria mostram devoção à Nossa Senhora

As manifestações de devoção ocorrem pelas ruas e pelos rios, em Belém, Ananindeua e do distrito de Icoaraci.

Da redação

Antenor Filho
O sábado (7) de Círio é marcado por três grandes procissões: a Romaria Rodoviária, o Círio Fluvial e a Moto Romaria. As manifestações de devoção ocorrem pelas ruas e pelos rios, em Belém, Ananindeua e do distrito de Icoaraci.

A Romaria Rodoviária, a terceira da programação oficial, ocorre no começo do dia. Cerca de 300 mil fiéis são esperados para acompanhar o percurso de 24 km, com saída prevista a partir das 5h30, após a Missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, em Ananindeua.

Projeto da Apae levará leitura a 185 famílias em Ananindeua


Durante a procissão, a Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré será conduzida até o Trapiche de Icoaraci, para a saída do Círio Fluvial. Este percurso é o segundo maior das 14 procissões oficiais do Círio de Nazaré.

A Romaria Rodoviária é organizada pela Diretoria da Festa com a colaboração da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e outros órgãos públicos. Esse formato de organização é realizado desde o ano 2000, com tempo médio de três horas de percurso, percorrendo a BR-316, rodovia Augusto Montenegro, rua Oito de Setembro e avenida Dr. Lopo de Castro. A decoração do carro berlinda fica por conta de Djan Slaviero.

Círio Fluvial - Ainda no sábado (7), às 9h, será realizado o Círio Fluvial – a quarta romaria oficial – que sai do Trapiche do Distrito de Icoaraci com destino à Escadinha da Estação das Docas. A Imagem Peregrina é levada no navio Garnier Sampaio, da Marinha do Brasil, responsável por também fazer a organização e controle de toda a Romaria Fluvial, que deve ter duração de duas horas. A romaria vai envolver 50 mil pessoas e pouco mais de 400 embarcações. Há cerca de 80 motos aquáticas. O percurso estimado são 10 milhas marítimas, em torno de 18,500 km. A decoração do navio será de Simone Cosme.

A Marinha informou que somente barcos inscritos poderão participar, todos usando adesivos e bandeiras fornecidos pela Secretaria de Estado de Turismo (SETUR), entregues no momento do cadastro. As embarcações devem respeitar a capacidade e todos os ocupantes são obrigados a usar coletes salva-vidas. Menores de 12 anos não poderão ser levados em motos aquáticas e navios não podem entrar na área de isolamento. Outros elementos serão analisados durante a romaria, como equipamentos de segurança em número adequado, superlotação, presença de materiais explosivos ou combustíveis e distribuição do peso de passageiros. As embarcações também participarão de um concurso que analisará a ornamentação religiosa, postura da tripulação e obediência, horário e percurso do cortejo (segurança na navegação).

Ela está entre as mais belas romarias da programação do Círio. A embarcação da Marinha do Brasil leva a Imagem Peregrina em um nicho, seguida por centenas de embarcações de todos os tipos e tamanhos. Em muitas delas é celebrada a santa missa, com momentos de espiritualidade e muito louvor. A primeira Romaria Fluvial foi realizada pela então Companhia Paraense de Turismo em 1986. Na chegada, na escadinha (Praça Pedro Teixeira), a Imagem é recebida com honras de Chefe de Estado, pela Polícia Militar, fato que se repete desde 1999, motivado pela Lei Estadual nº 4.371, de 15 de dezembro de 1971, que proclamou a Virgem de Nazaré Padroeira do Pará, Rainha da Amazônia e merecedora dessa grande honraria.

Moto Romaria - Após receber as honrarias de estado ainda na Escadinha do Cais do Porto, com decoração em formato de plotagem adesivada, a Imagem Peregrina é conduzida para a terceira romaria do dia, a Moto Romaria, com previsão de saída às 11h30. Esta procissão é realizada desde 1990 e iniciou por uma iniciativa da Federação Paraense de Motociclismo, que gostaria de prestar sua própria homenagem à Santa. A previsão de público é 45 mil.

Haverá um esquema de segurança reforçado pelos órgãos de segurança e trânsito, para coibir a participação de motoristas com veículos irregulares, sem equipamento de segurança, com sobrecarga de passageiros e que dirigem fazendo o uso de bebidas alcoólicas etc.

A procissão encerra em cerca de uma hora em frente ao Colégio Gentil Bittencourt, com uma bênção para os motociclistas. O percurso de 2,5 km se estende pela avenida Presidente Vargas, indo para a avenida Nazaré, em direção ao colégio. As principais ruas serão bloqueadas a partir das 6h da manhã.

Com informações de g1

COMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp