15/07/2023 às 10h43min - Atualizada em 15/07/2023 às 10h43min

Theatro da Paz abre primeira Academia Paraense de Ópera e Musical

Os profissionais serão formados em um lugar só para atuarem em óperas e musicais sem precisar sair do Estado.

Carlos Yury - com informações de O Liberal5

Jornal Pará Publicidade 790x90

Divulgação / Secult
O Theatro da Paz agora abriga um projeto inédito: a primeira Academia Paraense de Ópera e Musical. Até então, o estado não contava com um conservatório que formasse artistas para o teatro musical. Agora, os profissionais da região terão a oportunidade de participar de dois cursos de canto, que os capacitarão e qualificarão para atuar em óperas e musicais sem precisar deixar o estado em busca de aprendizado. As aulas terão início em agosto, e as apresentações estão previstas para os próximos meses.

A equipe da academia é composta por profissionais que já atuam no Festival de Ópera do Theatro da Paz, sendo o professor e cantor Pedro Alcântara e Leonardo Coelho, que se juntam a Ana Maria Adade no time de pianistas colaborativos.

Tribunal da Justiça do Pará realiza doação de mais de 2.500 equipamentos de informática


Segundo o diretor do Theatro da Paz e músico, Daniel Araújo, a ideia de criar a academia surgiu há quatro anos, em colaboração com a diretora de produção, Nandressa Nuñez, e a diretora artística, Jena Vieira. Inicialmente, o trio propôs um novo formato para o festival de ópera, que incluía a formação dos participantes pelo próprio espaço, transformando-o em um teatro-escola.

"Essa proposta foi aceita e criamos o I Curso de Formação em Ópera, que aconteceu até sua terceira edição em 2021, contemplando cantores e técnicos de teatro. No ano seguinte, esse curso evoluiu para a academia, oferecendo uma formação mais aprofundada para cantores líricos", explicou Daniel.

Este ano, devido à alta demanda de profissionais interessados no gênero Teatro Musical, a equipe decidiu ampliar a estrutura do curso, oficializando a Academia de Ópera e Musical do Theatro da Paz. O projeto, que funciona de forma autônoma, é inovador no país.

"É inédito ter em uma única academia as duas modalidades de curso de canto, capacitando e qualificando profissionais para atuarem tanto em óperas quanto em musicais", acrescentou Daniel.

As aulas para cantores líricos tiveram início em março, sob a orientação da mezzo-soprano carioca Carolina Faria, no período da tarde. Já para os demais cantores, as aulas começarão em 2 de agosto, sob a coordenação de Jena Vieira e Pedro Alcântara, no período da noite.

A valorização e qualificação dos artistas por parte do Theatro da Paz são celebradas pela coordenadora Jena Vieira. Segundo ela, esses profissionais precisam se tornar cantores, atores e dançarinos, e todo esse aprimoramento será oferecido nos cursos.

Quanto às aulas, a musicista explicou que, inicialmente, trabalhará no repertório dos alunos, aprimorando a técnica vocal para um desenvolvimento constante. Jena ressaltou que os alunos também serão orientados sobre o cuidado com a voz.

"A partir do próximo ano, pretendemos ampliar a oferta de oficinas, incluindo aulas de dança, teatro e muitas outras disciplinas", acrescentou, destacando o pioneirismo do estado ao oferecer o curso, já que em outros lugares do país eles são ministrados apenas em escolas particulares.

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ
Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp