08/03/2023 às 13h17min - Atualizada em 08/03/2023 às 13h17min

Projeto audiovisual paraense é contemplado em edital de Novos Realizadores de cinema

Rafael Miyake
Com informações da produtora Floresta Urbana

Reprodução/Freepik
Na última terça-feira (07), foram contemplados em recurso no edital Novos Realizadores 2022, seis projetos audiovisuais de produtoras nortistas. Entre eles, o projeto Flashdance TF, da produtora Floresta Urbana, foi o único contemplado no Pará.

O edital Novos Realizadores foi alvo de uma polêmica por ter no resultado preliminar deixado de contemplar projetos da Região Norte, causando revolta entre produtoras amazônicas. Questionada, a Agência Nacional de Cinema (Ancine) suplementou recursos. Com isso, seis projetos da Amazônia foram contemplados, sendo dois do Amazonas, um de Tocantins, um de Rondônia, um de Roraima e um do Pará.


Flashdance TF tem como cenário o bairro da Terra Firme em Belém e conta a história de um casal de irmãos que possuem um grupo de street dance e são selecionados para um concurso de dança promovido por uma secretária de Educação cuja final será no Teatro da Paz. Entre ensaios, trabalhos para garantir o sustento da família e a sombra permanente da milícia, esse grupo tenta superar o trauma de uma chacina ocorrida no bairro algum tempo antes para realizar o sonho de dançar.

Outros projetos contemplados foram “Felicidade é Amar”, da produtora Cran Filmes e “Ninho Tinto”, da produtora Plato Filmes, ambas de Roraima; “Águas Passadas – O Rio como Testemunha”, da H Oliveira de Brito Filmes, do Tocantins; “Meus Santos Saúdam Teus Santos”, da Leão do Norte Produções Audiovisuais Ltda e “Entre Dois um Novo Mundo”, da Rizoma Produção Audiovisual Ltda, as duas do Amazonas.

Floresta Urbana
A produtora tem dois anos de existência e produziu os curtas-metragens ‘Amador, Zélia’ e ‘O amor tem cheiro de pimenta e cominho’. O primeiro, contemplado no Edital da Lei Aldir Blanc, vem sendo selecionado e premiado em diversos festivais nacionais.

Outra produção da Floresta Urbana é o documentário ‘Na Fronteira do Fim do Mundo’, que aborda impactos da mineração no sudeste do Pará, selecionado em 2022 no Independent Film Festival de Montreal, no Canadá.

Flashdance TF é a primeira obra de ficção da produtora, que tem como sócios Aline Paes, Michelle Maia, Glauco Melo e Ismael Machado. O roteiro de Flashdance TF é de Machado e Vlad Cunha.

 

ACOMPANHE O JORNAL PARÁ


Quer ficar bem-informado sobre os principais acontecimentos do Pará e do Brasil? Siga o Jornal Pará nas redes sociais. O JP está no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp