28/10/2022 às 09h59min - Atualizada em 28/10/2022 às 09h59min

17º Festival Se Rasgum investe na qualificação do cenário musical com a programação Music On The Table

Yuri Siqueira

Jornal Pará Publicidade 790x90

 Em sua 17ª edição, o Festival Se Rasgum traz para a mesa o Music On The Table (MOTT): uma série de ações formativas para qualificar artistas, produtores, técnicos de som, diretores de festivais, jornalistas e estudantes. As discussões acontecerão na Ná Figueiredo, Palacete Faciola e no Canto Coworking. Tudo de graça.

Com início na terça-feira, 8 de novembro, o MOTT abre os trabalhos focando no artista. O compositor, produtor artístico e musical Barral Lima, CEO do grupo UN Music, será o ministrante do workshop “Gestão de carreiras 360º na música”, pensado para auxiliar o artista na necessidade cada vez mais crescente de conhecer mais do caminho que o leva até o palco, como venda de shows, relação com empresários, atuação em redes sociais e mais. O workshop acontecerá na Ná Figueredo, das 19 às 21 horas.

Na quarta-feira, 9, o recém inaugurado Palacete Faciola recebe a mesa-redonda “Turnê internacional. Quais os caminhos abertos para a América Latina, Europa e Estados Unidos?”. Com mediação de Marcelo Damaso, programador do Festival Se Rasgum, a mesa terá o empresário suíço André Bourgeois (Urban Jungle - Céu/Boogarins/Otto), Thiago Piccoli (Noize Media) e Ícaro Lima (Xaninho Discos). Na pauta, os debatedores vão detalhar como conseguir carimbar o passaporte e levar sua arte para além das fronteiras.

No mesmo local, pouco depois, o papo vai para outro eixo da indústria: o da comunicação. Fabiana Batistela, diretora da Semana Internacional de Música de São Paulo (SIM São Paulo) será a mediadora da mesa redonda “Podcasts, conteúdos para redes sociais, transmissões ao vivo: para onde está indo o jornalismo musical?”, que terá a participação de Ricardo Schott (Pop Fantasma), Laura Capanema (Deezer), Edvaldo Souza (produtor cultural) e Clemente Magalhães (Corredor 5).

Já na quinta-feira (10/11), a programação começa desde a manhã. Abrindo os trabalhos, Bia Nogueira vai ministrar o workshop “Ação-Musical-dramatúrgica”, cuja proposta é dar mais empoderamento e presença de palco aos artistas, e assim incrementar suas relações com o público. Já pela parte da tarde, Bia será mediadora na mesa “Perspectivas, conquistas e mudanças no mercado musical no Brasil nos últimos anos” com participação de Fabiana Batistela (SIM São Paulo), Luciana Adão (Oi Futuro), Natasha Leite (Mulheres na Técnica) e Amanda Brito (Favela Sounds).

Para fechar a quinta-feira, vamos de polêmica. O último painel da noite joga luz sobre formas diferentes de se fazer festival no Brasil: “Festivais independentes x festivais de agência. Para onde vão os artistas?”. A mesa terá mediação de Juli Baldi, do Mapa dos Festivais, e será composta por Gabriel Andrade (Coala Festival), Diego Marx (Festival COMA), Amanda Bittar (Favela Sounds) e Gutie (REC Beat). “Muitas programações tem repetido os mesmos nomes de sucesso, pautadas em algoritmos e alcance de público, mesmo em festivais “independentes”. Onde fica o espaço para as apostas?”, provoca Marcelo Damaso.

Na sexta-feira, 11/11, já no Canto Coworking, acontece a Rodada de Negócios, momento em que os artistas locais podem fazer um corpo a corpo com jornalistas e empresários da música do Brasil e do exterior. Já são 15 nomes confirmados na rodada, e incontáveis oportunidades que podem ser abertas.

E para concluir, o Se Rasgum volta seu olhar para um tema que é presente e futuro: “O Futuro dos Festivais e a Sustentabilidade. Como a música e outras linguagens artísticas e culturais podem contribuir com as questões ambientais na Amazônia?”. A mesa redonda vai reunir produtores da Amazônia e outras partes do Brasil, como Sonia Ferro, da Lambateria e Lilian Fraiji, do LabVerde, além de especialistas em sustentabilidade, como Samantha Chaar, do Composta Belém e Rafael Ferraz, do British Council e Márcia Kambeba, artista e ativista indígena. A mediação fica por conta de Luciana Adão, da Fundação Oi Futuro.

 

 

MOTT - 8/11 - Ná Figueiredo - Av. Gentil Bitencourt, 449 Nazaré

MOTT - 9/11 Faciola - Av. Nª Sra. de Nazaré, 194 - Nazaré

MOTT - 10/11 - Faciola - Av. Nª Sra. de Nazaré, 194 - Nazaré

MOTT - 11/11 - Faciola (workshop pela manhã) / Canto Coworking (14h as 17h) - Av. Serzedelo Corrêa, 15 Nazaré

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalpara.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp